Kawhi Leonard de saída? O que tem de verdade por trás do futuro do astro do Clippers?

Qual será o futuro de Kawhi Leonard a partir da próxima temporada? Tentamos desvendar quais as possibilidades para o craque do Clippers.

 

Kawhi Leonard chegou ao Los Angeles Clippers para a temporada 2019/20, após uma longa negociação que envolvia outras duas franquias: Toronto Raptors (time onde jogava e o campeão da época) e o Los Angeles Lakers. A escolha pelo Clippers surpreendeu e, junto com Kawhi Leonard veio Paul George. Neste exato momento nascia o grande favorito da temporada.

Mas a história não foi bem assim. Após uma suada classificação na primeira rodada dos playoffs da primeira temporada da parceria, contra o Dallas Mavericks, o Clippers não superou a maldição do “3×1” e perdeu para o Denver Nuggets.

Ali, os boatos começaram a ficar fortes e a permanência de Kawhi na franquia angelina passou a estar ligada a um título na temporada seguinte – ou, ao menos, uma campanha digna de um contender.

Temporada 2020/21 – Prestes a se transformar um pesadelo para o torcedor do Clippers

Kawhi x Luka Doncic

A nova temporada começou e os primeiros jogos deram a impressão de um time renovado e pronto para ser mais competitivo. Algumas peças foram trocadas e as reposições pareciam ser de maior qualidade. Até mesmo Lou Williams, um dos símbolos da atual fase da franquia, foi trocado.

A classificação para a pós temporada foi um pouco polêmica, pois o time optou por jogar com reservas para perder os dois últimos jogos e, assim, escolher um caminho que parecia ser mais confortável dentro dos playoffs. Porém, faltou combinar com o adversário, o Dallas Mavericks – mais uma vez – de Luka Doncic.

Derrotado no primeiro jogo, em Los Angeles, o Clippers precisava de uma reação imediata – mas ela não aconteceu. E, apesar dos 41 pontos anotados por Kawhi Leonard no jogo 2 da série, o LA Clippers saiu derrotado por 121-127.

A eliminação precoce do time de Los Angeles é algo que realmente pode acontecer – apesar do favoritismo inicial. Se o Mavericks vencer a série contra o Clippers será mais um ano de decepção para a franquia. Porém, desta vez, as consequências podem ser maiores.

Kawhi Leonard fora do Clippers é a principal consequência de uma derrota tão precoce. O atleta tem a opção de exercer, ou não, o último ano do seu contrato e diversas fontes garantem que ele vai analisar muito profundamente se vale a pena comprometer seu futuro na liga com uma franquia incapaz de oferecer um time digno e pronto para lutar por conquistas.

Então, será mesmo que Kawhi Leonard teria vontade de ficar e estender seu acordo com o Clippers?

Há condições para Kawhi Leonard permanecer em Los Angeles?

Para onde o Kawhi vai?

 

Sim e Não. Analisamos abaixo os dois cenários. Veja:

Por que ele não ficaria?

A resposta passará pelo desempenho nos próximos jogos e a classificação para a fase mais aguda dos playoffs (ao menos, uma final de conferência). Porém, caso isso não aconteça, as chances dele ficar são menores.

O time parece não ser bom o suficiente e as ambições do atleta podem contar muito para a quebra do contrato e a busca por uma nova casa onde ele tenha todas as condições para brigar por mais um anel.

Além disso, o time está engessado para novas contratações. As escolhas futuras no drafts foram enviadas para o OKC na troca com Paul George e o teto salarial está no limite, devido aos altos contratos de Paul George, Marcus Morris e Luke Kennard. Dificilmente o Clippers terá um time diferente do que esse que estamos vendo em quadra.

Por que ele ficaria?

Devemos levar em consideração um dos principais motivos que levaram Kawhi Leonard a escolher o Clippers: a família. O astro nasceu e foi criado em San Diego (pouco mais de 3h de Los Angeles) e nunca escondeu a vontade de ficar próximo de casa.

Além disso, a franquia oferece todas as condições para que ele possa se sentir à vontade, como: morar em San Diego, jornadas reduzidas de treino e apoio total ao load management.

E outra coisa importante: Kawhi PEDIU Paul George – e foi atendido. Kawhi PEDIU Serge Ibaka – e foi atendido. Ou seja: ele tem participação na montagem da equipe e tem os seus desejos atendidos. Será que seria igual em qualquer outra franquia? Principalmente aquelas que já possuem seus all-stars?

Quais os destinos favoritos para receber Kawhi Leonard CASO ele opte por deixar o Clippers?

K. Leonard será o maior all-star disponível na free-agency, caso ele opte por não exercer a continuidade do seu contrato. Existem algumas ótimas opções de franquias disponíveis para ele. Vamos conhecer?

New York Knicks – o time terá espaço para adicionar mais jogadores importantes, além do próprio Kawhi Leonard. Um trio de Leonard, RJ Barrett e Julius Randle certamente elevaria o Knicks para um nível de favoritismo no Leste.

Miami Heat – o time da Flórida abriu espaço na sua folha salarial na esperança de fazer uma oferta por Giannis Antetokounmpo, porém, o grego renovou com o Bucks. Agora, o Heat poderia usar esse espaço para seduzir Kawhi e levá-lo para jogar ao lado de Jimmy Butler.

Golden State Warriors – muito se fala de um Big3 com Klay Thompson e Steph Curry. Porém, o teto salarial do time de San Francisco não permitiria essa contratação sem que fosse a partir de uma sign-and-trade. Os Warriors, certamente, envolveriam Andew Wiggins e James Wiseman – além de ter mais um ativo interessante que seria a pick do Timberwolves.

Qualquer uma das outras 26 franquias gostaria de contar com o astro em seus elencos, porém, só temos um Kawhi Leonard disponível (ainda). E o que você faria se estivesse no lugar dele? Permaneceria em L.A. para construir um legado no time da sua região ou buscaria uma nova franquia e novas oportunidades de título?

Pouco se sabe o que se passa na cabeça do astro. Vamos esperar o fim da temporada, afinal, ainda há chances para o Clippers e, toda essa especulação, pode cair em terra a partir de uma grande reviravolta.

Flavio Carvalho
Torcedor do LA Clippers. Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Comentários fechados

Os comentários desse post foram encerrados.