fbpx
Connect with us

NBA Power Ranking

NBA Power Ranking

Artigos

NBA Power Ranking

A NBC Sports fez o seu NBA Power Ranking. O Lakers está por cima, é o campeão, melhorou nesta offseason.

1. Lakers (52-19 na última temporada)

O atual campeão – tem a melhor dupla do campeonato, LeBron James e Anthony Davis – a equipe melhorou na offseason (pelo menos melhor para a temporada regular). A dupla de Dennis Schroder e Montrezl Harrell saindo do banco dar à sua dupla estrela alguns quartos de descanso. Anthony Davis deve entrar discussão sobre MVP até o final da temporada.

2. Bucks (56-17)

O Bucks pagou a mais para tirar Jrue Holiday de New Orleans – e valeu a pena cada centavo porque Giannis Antetokounmpo ficou e assinou um contrato supermax de cinco anos. Holiday é um playoff mais adequado para o elenco do Bucks, mas a equipe desistiu de muito de sua profundidade nesta offseason para chegar lá e isso pode prejudicá-los durante a temporada regular.

+ Compre produtos originais da NBA na loja da Nike

3. Clippers (49-23)

Paul George assinou novamente e o Clippers fez movimentos que não deixou claro para onde a franquia quer ir, como deixar Montrezl Harrell. Los Angeles perdeu Harrell para a temporada regular, mas ganhou Serge Ibaka para os playoffs. O Clippers tem o talento e a versatilidade para desafiar o Lakers, mas apenas se Tyronn Lue e companhia conseguir se manter saudáveis e construir alguma química durante a temporada regular. O Clippers terá que lidar com os fantasmas da última temporada.

4. Nuggets (46-27)

A continuidade deve ajudar a trazer para Denver uma forte temporada regular. Bem, a continuidade combinada com Jamal Murray dando um passo à frente, Nikola Jokic jogando no nível azarão de MVP, e eles esperam o surgimento de Michael Porter Jr. como sua terceira estrela. O Nuggets perderá a defesa de Jerami Grant contra jogadores como Kawhi Leonard ou LeBron James em uma série de playoffs, mas estará bem para a temporada regular. Não seria um choque ver o Nuggets terminar com um dos melhores recordes da temporada regular do Oeste se mantiver um foco forte na defesa.

5. Nets (35-37)

A maneira como Kevin Durant jogou contra o Boston na pré-temporada gerou um burburinho em torno da NBA – se ele estiver em um patamar perto de quando foi MVP das finais, o Nets pode ser o favorito do Leste. Kyrie Irving também parece afiado e o Brooklyn é profundo, mas eles defenderão bem o suficiente? Warriors e Celtics para abrir a temporada são bons testes iniciais.

6. Heat (44-29)

Tudo deu certo para o Miami na bolha: Jimmy Butler estava ridiculamente quente, Goran Dragic estava saudável (até as finais) e Jae Crowder, que está em Phoenix agora. Miami pode ter todas as oportunidades para seguir o mesmo caminho novamente? Heat precisa que Bam AdebayoTyler Herro e Duncan Robinson dêem subam mais um degrau. Foi uma boa decisão de Miami para sair da briga por James Harden, que sempre pareceu que não se ajustaria.

7. Celtics (48-24)

O ataque do Boston foi o destaque na última temporada com Kemba Walker na quadra, mas Kemba está fora do início da temporada por problemas nos joelhos. Jayson Tatum e Jaylen Brown são jogadores de nível All-NBA, mas Boston tinha quarto chutadores na última temporada, agora Gordon Hayward foi para Charlotte. Boston pode dar um passo para trás na temporada regular até que Walker volte.

8. Mavericks (43-32)

Josh Richardson parecia incrivelmente confortável na pré-temporada jogando ao lado de Luka Doncic, aproveitando ao máximo o espaço que Luka cria – Richardson acertou 11 de 15 em três na pré-temporada. Dallas vai precisar que ele derrube bolas de três em alta velocidade para ganhar espaço. O modo como o Dallas resistirá ao início da temporada sem Kristaps Porzingis determinará a sua classificação nos playoffs.

9. 76ers (43-30)

Daryl Morey fez um trabalho impressionante renovando o elenco para melhor se adequar a Joel Embiid e Ben SimmonsSeth Curry e Danny Green adicionam o espaçamento necessário, enquanto Tobias Harris jogou seu melhor basquete sob o comando de Doc Rivers. No papel, o 76ers parecem uma equipe que pode vencer no Leste, e até por isso a administração quer ver o que dá antes de fazer algo radical por Harden.

10. Jazz (44-28)

Os fãs de Utah têm que estar felizes com o novo dono do time, Ryan Smith, a primeira coisa que ele fez foram as extensões para Donovan Mitchell e Rudy Gobert, mantendo esse núcleo unido pelos próximos anos. Utah tem Bojan Bogdanovic de volta (ele perdeu a bolha, mas pareceu afiado na pré-temporada), e Derrick Favors também está de volta para fornecer defesa aprimorada quando Gobert não está em quadra. Utah tem potencial e pode começar a mostrá-lo nesta temporada.

11. Raptors (53-19)

Toronto manteve Fred VanVleet e OG Anunoby nesta offseason, além da dupla Kyle Lowry e Pascal Siakam, isos significa que Toronto ainda é uma equipe ofensiva muito perigosa. A questão é quão boa será a defesa sem Marc Gasol e Serge Ibaka protegendo o aro – Aron Baynes vai jogar de forma inteligente, mas ele está um passo abaixo defensivamente. O novato Malachi Flynn pode ser uma grata surpresa.

12. Trail Blazers (35-39)

Damian Lillard pode ser um azarão ao MVP se Portland tiver uma temporada forte e terminar entre os quatro primeiros no Oeste. Para chegar lá, o Blazers terá que defender bem – a equipe sentirá falta de Zach Collins até seu retorno no mês que vem.

13. Warriors (15-50)

Curry parecia bem na pré-temporada, mas o Golden State vai precisar muito do seu astro no nível de MVP, se quisere ameaçar as equipes acima deles neste ranking do Oeste. O Warriors tem talento no elenco como Kelly Oubre Jr. e Andrew Wiggins, mas Curry terá que fornecer aa jogadas ofensivas para abrir espaço para eles.

14. Rockets (44-28)

Houston é a equipe mais difícil de projetar na NBA no momento. Vamos apenas dizer que quando James Harden apareceu no campo de treinamento, ele não parecia estar no auge físico (embora ele ainda possa fazer um triplo-duplo de 30 pontos e ninguém ficará surpreso), e como ele se encaixará com John Wall permanece um ponto de interrogação. Também existe tensão em torno da equipe por causa do pedido de troca de Harden.

15. Pacers (45-28)

As impressões digitais do novo treinador Nate Bjorkgren estavam por toda a equipe na pré-temporada. Ele fez a equipe defender muito mais como os Raptors (onde Bjorkgren era assistente de Nick Nurse), lançando olhares diferentes para os oponentes e pressionando mais no perímetro. No ataque, o Pacers está atirando de três. Como tudo isso funcionará para o Pacers, e quão bem Victor Oladipo jogará, ainda é uma dúvida.

16. Hawks (20-46)

As adições de Danilo Gallinari e Bogdan Bogdanovic irá melhorar o ataque do Atlanta – especialmente nos minutos em que Trae Young descansa, um grande problema na temporada passada – mas o quão boa esta equipe será depende de quão bem ela defenderá. Talvez Cam Reddish e De’Andre Hunter dêem um passo à frente e ajudem nesse lado da quadra, mas muito vai recair sobre os ombros de Clint Capela para proteger a área pintada. Não houve extensão de contrato para John Collins, isso significa que seu nome aparecerá em muitos rumores até o fim do prazo.

17. Suns (44-39)

Chris Paul foi uma das aquisições mais inteligentes da offseason para o Suns, e isso fez o Phoenix uma equipe divertida para assistir nesta pré-temporada. As adições de CP3 e Jae Crowder tornam o Suns uma ameaça não apenas para chegar aos playoffs. Recuperar Dario Saric também será importante para a classificação.

18. Pelicanos (30-42)

Zion Williamson parecia impressionante na pré-temporada, e não há dúvidas de que a equipe titular e a reserva tem talento. Mas eles se encaixam? A equipe de Stan Van Gundy se defenderá bem o suficiente – e criará corridas obtendo cestas fáceis tão necessário na transição? Os jogadores do Pelicans não se encaixam no estilo de jogo tradicional de Van Gundy.

19. Wizards (25-47)

Esta classificação pode ser muito baixa para o Washington, a quadra de defesa com Bradley Beal / Russell Westbrook dá a eles a chance de vencer muitos jogos. Espere que Davis Bertans obtenha mais minutos nessa quadra de defesa para fornecer chutes e espaçamento no chão. Esta equipe irá tão longe quanto sua defesa os levar, o que coloca muita pressão sobre Thomas Bryant.

20. Grizzlies (34-39)

Nada de Jaren Jackson Jr. (joelho) ou Justise Winslow (quadril) para começar a temporada, o que coloca ainda mais peso nos ombros de Ja Morant. Por mais que ele seja bom – espera-se que Morant dê um passo em frente nesta temporada. Este parece um ano de consolidação em Memphis, onde uma jovem equipe aprende algumas lições difíceis sobre como vencer na NBA conforme ela amadurece, lições que serão recompensadas em temporadas futuras.

21. Timberwolves (19-45)

No papel, uma equipe com Karl-Anthony Towns, D’Angelo Russell, a escolha nº 1 de Anthony EdwardsRicky Rubio e Josh Okogie, não deveria estar tão abaixo na classificação, mas esta equipe vai conseguir pontos ou três pontos suficientes para subir ainda mais? Towns deve definir o tom da defesa; ele deveria ser melhor do que é nesse aspecto, e se não, o forte ataque de Minnesota não será suficiente.

22. Magic (33-40)

Orlando será sólido, fará uma boa defesa e terá um bom ataque com Aaron GordonEvan FournierNikola Vucevic e Markelle Fultz . É difícil imaginar Orlando como algo mais do que isso sem Jonathan Isaac, que está de fora da temporada por conta do ACL rasgado. Cole Anthony se mostrou promissor nesta pré-temporada, o que é um sinal de esperança.

23. Kings (31-41)

Sacramento deixou DeAaron Fox solto e ele está correndo novamente (como fizeram na bolha), Tyrese Haliburton parece que ele pode ser o roubo deste draft. No entanto, as verdadeiras questões para o Kings são: quão bom é Marvin Bagley e se ele permanecerá saudável? Nenhum treinador pode estar mais animado para começar a temporada do que Luke Walton.

24. Spurs (32-39)

Gregg Popovich disse que quer levar para esta temporada o small-ball, isso ficou evidente na pré-temporada: LaMarcus Aldridge fez 19 arremessos nesses jogos. O espaçamento era uma prioridade, embora veremos se isso se aplica aos jogos importantes a partir desta semana. Com Aldridge, DeMar DeRozan e um grupo sólido de jovens jogadores como Derrick WhiteDejounte Murray e Lonnie Walker IV, o Spurs será respeitável nesta temporada; mas isso não é suficiente no Oeste.

25. Bulls (22-43)

Esta classificação pode ser muito baixa, considerando o potencial deste elenco. Coby White começará como armador e ele mostrou mais habilidade na pré-temporada do que vimos na temporada passada. Este parece um ano de avaliação para a nova diretoria e equipe técnica de Chicago. Eles querem ver o que realmente têm com Zach LaVineLauri MarkkanenWendell Carter Jr., White e o número 4 do Draft, Patrick Williams.

26. Hornets (23-42)

O passe de LaMelo Ball é imperdível – ele fez as melhores assistências da pré-temporada. Ball tem aquele fator em que você não pode desviar o olhar, pelo menos até que ele arremesse. Espera-se que Gordon Hayward vá para o primeiro jogo, apesar de uma mão fraturada, o que é bom para o Hornets que precisa dele para ser outro criador de arremessos.

27. Knicks (20-45)

Havia motivos genuínos para estar otimista na pré-temporada do New York. Immanuel Quickley terá todas as chances de mostrar que pode levar sua mágica da pré-temporada para os jogos importantes. Obi Toppin receberá muitos retoques. RJ Barrett e Kevin Knox pareceu que melhoram. O importante é que parece que Nova York está no caminho certo.

28. Pistons (20-45)

Detroit apostou nesta offseason que Jerami Grant estava pronto para um papel maior, mas ele acertou apenas 29% dos arremessos na pré-temporada. Será interessante assistir o desenvolvimento de Killian Hayes ao longo do ano. Outro ponto é quanto tempo demorará para aparecer especulações comerciais sobre Derrick Rose?

29. Cavaliers (19-46)

As perguntas sobre Isaac Okoro eram sobre seu ataque, mas na pré-temporada ele teve média de 11,2 pontos por jogo com 53,8% de acertos gerais e 45,5% de três. Esses números cairão um pouco, mas se Collin Sexton conseguir colocar Okoro em situações, ele pode ter sucesso. Sabemos que Okoro trará energia a partir do primeiro dia.

30. Thunder (44-28)

Depois de uma temporada aprendendo ao lado de Chris Paul, Shai Gilgeous-Alexander pode ter a sua temporada. Theo Maledon e Luguentz Dort também valem a pena assistir nesta temporada, já que Oklahoma City começa o que será um novo rebuild de vários anos.

O que achou do NBA Power Ranking?

Fonte: NBA Sports

Imagem: NBA

Mais Artigos

To Top