fbpx
Connect with us

NBA mock draft 2020

Mock Draft NBA 2020

News

NBA mock draft 2020

Vejamos o Mock do Draft de 2020 da NBA, as escolhas deveriam ter acontecido em 25 de junho. Estamos agora quase cinco meses distantes da data original e não há nenhum consenso sobre quem o Wolves vai draftar na pick nº 1.

Várias equipes parecem dispostas a fazer trocas e a free agency começa no final desta semana. Todos esses elementos vão trazer o caos a este Draft.

Mesmo assim, apesar da incerteza, vejamos as previsões da Sporting News para  Draft 2020:

1. Timberwolves: Anthony Edwards, Georgia, Guard

Desde que os Timberwolves conseguiu a pick nº 1 – tem havido rumores sobre três nomes: Anthony Edwards, James Wiseman e LaMelo Ball.

Se o Wolves mantiverem a pick nº 1, Edwards parece ser a melhor opção para jogar ao lado de D’Angelo Russell e Karl-Anthony Towns. Ele precisa trabalhar em sua tomada de decisões e ter uma defensa mais consistente, mas suas capacidades de pontuação e atlética são de elite.

2. Warriors: James Wiseman, Memphis, Center

Muita conversa sobre uma troca envolvendo essa pick também. Zach Lowe da ESPN falou recentemente  que houve um “burburinho” sobre o Warriors enviar a pick nº 2 para s Spurs em troca de LaMarcus Aldridge, embora não tenha havido muito seguimento sobre esse boato.

Wiseman é um talento incrível e atende a uma necessidade do Golden State, então ele deve ser o cara do Warriors.

3. Hornets: LaMelo Ball, Illawarra, Guard

Muitos especialistas em draft consideram Ball o melhor jogador desta classe, enquanto outros se perguntam se ele será um fracasso. Ele é um passador incrível, mas também é péssimos nos arremessos. Ele é um bom em rebotes, mas as vezes adormece na defensiva.

O Hornets parece preferir Wiseman, mas com o Warriors no caminho, eles iriam em LaMelo.

Saiba tudo sobre as trocas para a temporada 2020-21 da NBA.

4. Bulls: Deni Avdija, Maccabi Tel Aviv, Forward

O forward é um criador de grandão que se sente confortável operando fora do pick-and-roll e na transição. O maior problema com ele são os arremessos de longa distância, o que não as defesas saírem para bloquearem no perímetro.

5. Cavaliers: Obi Toppin, Dayton, Forward

Toppin foi o melhor jogador do basquete universitário na temporada passada e dá ao Cavs um atleta que é capaz de fazer pick-and-pops com Collin Sexton e Darius Garland. A defesa de Toppin é um problema, então não seria uma surpresa se ele caísse fora dos cinco primeiros.

6. Hawks: Patrick Williams, Flórida, Forward

Atlanta esteve envolvido em alguns rumores de trocas – o Hawks estava ligado ao armador do Timberwolves, Jarrett CulverJrue Holiday antes dele ser enviado para o Bucks.

Por enquanto, o Hawks ficaria com Williams, um jovem de 19 anos que é agressivo no ataque, e tem o tipo de versatilidade defensiva que as equipes nos playoffs desejam.

7. Pistons: Tyrese Haliburton, Iowa, Guard

Pode ser um pouco baixo para Haliburton, mas os fãs do Pistons ficarão felizes.

Ele tem boas habilidades como: arremesso de fora, criação de jogo e QI de basquete – ele é sólido em muitas áreas. Haliburton não é um atleta excepcional, mas já é um jogador vencedor.

8. Knicks: Isaac Okoro, Auburn, Forward

Embora seja um pouco ofensivo, Okoro pode estar pronto para defender na NBA imediatamente por causa de sua força, rapidez e inteligência. Ele só ajudará RJ Barrett e Mitchell Robinson a crescer em Nova York.

9. Wizards: Onyeka Okongwu, USC, Center

Okongwu é um ótimo arremessador e reboteiro. Mike DeCourcy, do Sporting News, observou  que ele recebeu algumas comparações com Bam Adebayo e não seria uma surpresa vê-lo prosperar como um pivô de small-ball.

Ao lado de John Wall e Bradley Beal, Okongwu teria um papel natural e seria uma adição bem-vinda a uma das piores defesas da NB.

10. Suns: Devin Vassell, Flórida, Guarda

Para adquirir Chris Paul, o Suns teve que desistir de Kelly Oubre Jr., Ricky Rubio, Ty Jerome e Jalen Lecque.

Vassell preenche bem o vazio. Ele poderia rapidamente emergir como o melhor da classe na primeira temporada e registrar minutos significativos para uma equipe que busca uma vaga no playoff.

11. Spurs: Saddiq Bey, Villanova, Forward

Bey parece um Spurs, um jogador inteligente que traz intensidade e funciona bem dentro de um conceito de equipe.

Embora Bey faça muito sentido, não se surpreenda se San Antonio tentar trocá-lo para a noite do draft.

12. Kings: Killian Hayes, Ulm, Guard

Hayes poderia servir como reserva de De’Aaron Fox e jogar ao lado dele em certas formações. Ele poder lidar com várias situações defensivas.

Ele não arremessou bem do fundo em todas as competições da temporada passada, mas tudo leva a crer que ele pode melhorar nessa área.

13. Pelicans: Aaron Nesmith, Vanderbilt, Forward

Nesmith oferece uma melhoria no ataque de várias maneiras. Ele poderá ser draftdo em qualquer lugar do nº 10 ao 20 porque seu conjunto de habilidades é exatamente o que a maioria dos times da NBA desejam de seus jogadores.

O Pelicanos não é exceção. Nesmith forneceria espaçamento para Brandon Ingram e para Zion Williamson.

14. Celtics (via Grizzlies): Kira Lewis Jr., Alabama, Guard

Lewis pode fornecer ao Boston agitação vindo banco sempre que Kemba Walker tiver que fazer uma pausa. Ele pode não ter tamanho, mas ele constantemente pressiona as defesas adversárias.

Nota: O Celtics tem vários jogadores na primeira rodada, então não podemos descartar uma troca aqui.

15. Magic: Tyrese Maxey, Kentucky, Guard

Orlando tem um excesso de forwards, por isso deve se concentrar em selecionar um guard para formar um par com Markelle Fultz.

Maxey pode criar um ataque com o drible e é excelente na defesa. Embora seus números de 3 pontos no Kentucky não tenham sido inspiradores, também não é desastroso.

16. Trail Blazers: Precious Achiuwa, Memphis, Forward (negociado com Rockets)

Esta pick está sendo enviada para o Rockets como parte da troca de Robert Covington.

Se Houston mantiver o elenco, Achiuwa pode priorizar a corrida pelo aro e a defesa, enquanto James Harden e Russel Westbrook conduzem o ataque.

17. Timberwolves (via Nets): RJ Hampton, Nova Zelândia, Guard

Novamente, o Timberwolves poderia empacotar suas picks em uma troca. Tudo está na mesa.

Supondo que Minnesota escolha um jogador, Hampton pode ser uma aposta decente. O jovem de 19 anos é um armador rápido e explosivo, mas precisará de algum tempo para se desenvolver.

18. Mavericks: Aleksej Pokusevski, Olympiacos, Forward

Uma perspectiva internacional em Dallas? Será vai funcionar?

Pokusevski tem 2,13 metros, mas está longe de ser um bigman tradicional. Ele tem fortes habilidades de manuseio de bola e pode pegar e arremessar. No entanto, ele pesa cerca de 90 quilos, por isso, Pokusevski não pode ser eficaz na NBA.

19. Nets: Cole Anthony, Carolina do Norte, Guard

Ele já foi considerado um dos cinco melhores candidatos, Anthony poderia se tornar o roubo do Draft de 2020.

Apesar de um ano difícil na UNC, Anthony ainda é um jogador ofensivo talentoso que pode quebrar os defensores e fazer muitos dribles. Ele ofereceria ao Nets um marcador vindo do banco atrás de Kyrie Irving.

20. Heat: Jalen Smith, Maryland, Forward

Com Meyers Leonard entrando no free agency – e Kelly Olynyk possivelmente se juntando a ele dependendo do que acontecer com sua option player – Miami pode estar procurando por ajuda na quadra de ataque.

Ele não é um jogador de elite em termos de velocidade e agilidade, mas Smith tem tamanho e arremessa bem. Ele seria um ajuste interessante ao lado de Bam Adebayo.

21. 76ers (via Thunder): Desmond Bane, TCU, Guard

Ben Simmons não vai pontuar de 3 pontos. Bane vai com certeza.

Indiscutivelmente o melhor pontuador do draft, Bane é o tipo de espaçador que faltava em Philly. Ele é limitado como criador, mas os 76ers não deseja que ele seja a principal fonte de ofensiva.

22. Nuggets (via Rockets): Josh Green, Arizona, Guard

Green pode pontuar da linha de 3 pontos e fazer um pouco na criação como a bola na mão. Ele é forte na defensa.

Simplificando, Green pode funcionar ao lado de Jamal Murray e Nikola Jokic.

23. Jazz: Zeke Nnaji, Arizona, Center

Ninguém está dizendo que Utah vai perder Rudy Gobert. Pode pode ser uma boa ideia ter um plano de backup.

Nnaji pode fazer parte de uma rotação da NBA nos próximos anos, já que ele é um finalizador capaz e tem um ótimo arremesso. Ele definitivamente não é um grande jogador defensivo no momento. Esse aspecto de seu jogo deve melhorar.

24. Bucks (via Pacers): Theo Maledon, ASVEL, Guard  (negociado com Pelicans)

Esta pick está sendo enviada ao Pelicans como parte da troca de Holiday.

Mesmo que Nova Orleans decida manter Eric Bledsoe e George Hill, vale a pena dar uma espiada em Maledon, um jovem que pode fazer as leituras corretas do pick-and-roll. Colocar outro craque no elenco nunca é uma coisa ruim.

25. Thunder (via Nuggets): Jaden McDaniels, Washington, Forward

Isso pode ser muito baixo para McDaniels, mas alguém tem que cair e ele pode ser esse cara.

McDaniels pode ser um pontuador versátil quando bloqueado, mas ele também virar a bola, mas toma faltas técnicas com uma regularidade alarmante. O Thunder está em rebuild, então não se importarão em arriscar com ele.

26. Celtics: Leandro Bolmaro, Barcelona, Guard

A menos que o Celtics execute negociações, terá de pensar nas opções.

O jovem de 20 anos tem um bom manuseio da bola, passes, QI de basquete e a intensidade que o tornariam querido para os fãs de Boston.

27. Knicks (via Clippers): Malachi Flynn, San Diego, Guard

Ele não é o maior, mais longo ou mais atlético armador do draft, mas Flynn é um bom.

No pick-and-roll, Flynn mostrou que ele é ótimo, assim como distribuindo as colas e arremessando. Ele também realmente se esforça defensivamente.

28. Lakers: Tyrell Terry, Stanford, Guard (negociado com Thunder)

Esta pick está sendo enviada ao Thunder como parte do comércio de Dennis Schroder.

Um arremessar de primeira linha, Terry pode se tornar uma verdadeira arma ofensiva se puder dar mais um passo com seus dribles e finalizações.

29. Raptors: Isaiah Stewart, Washington, Center

Toronto deve perder Marc Gasol e Serge Ibaka na free agency, então aqui está um jovem pronto para ocupar a lacuna.

Stewart é o tipo de jogador que construirá uma longa carreira para si mesmo apenas trabalhando para aqueles ao seu redor. Ele se recupera como um louco e pode eventualmente ser uma ameaça nos arremessos.

30. Celtics (via Bucks): Xavier Tillman, Michigan State, Forward

Tillman é móvel, ágil e hostil. Claro, o bigman tem suas limitações, mas não parece que Brad Stevens descobriria uma maneira de torná-lo eficaz em minutos limitados.

Continue Reading

Mais News

Publicidade

Destaques da Semana

Publicidade
To Top