fbpx
Connect with us

Dallas Mavericks uma equipe promissora

Mavericks promissora

Artigos

Dallas Mavericks uma equipe promissora

O início de temporada mostra que Mavericks é uma promissora, mas ainda não faz sentido, pois cada partida tem um fator determinante diferente, a única coisa comum entre todas elas são as atuações de Doncic.

Fora o “Golden Boy”, a equipe venceu pelo coletivo da mesma forma que perdeu por ele também. Já ganhou por decisões acertadas de Carlisle e também já perdeu pelo mesmo motivo.

Vejamos agora alguns pontos importantes que mostram a direção que a equipe está tomando nesta temporada.

Jogando com os melhores

No final do segundo quarto na vitória contra o Spurs, Carlisle lançou uma escalação que não jogou junto nesta temporada, embora pela lógica ela deveria ter sido usada em todas as partidas, por ser ótima ofensivamente.

Foi ela, Delon Wright, Seth Curry, Luka Doncic, Dorian Finney-Smith e Kristaps Porzingis que cometeria uma falta algumas posses depois e iria para o banco, com Maxi Kleber entraria em seu lugar.

Essa formação, com os dois melhores armadores (Wright e Curry), os dois melhores alas (Finney-Smith e Luka) e um pivô sozinho (Kleber ou Porzingis), fez sentido.

A equipe jogou apenas cinco minutos e marcou 15 pontos. Contra o Spurs, a formação não foi incrível, mas mostrou-se promissora, gerando um garrafão mais aberto para Porzingis e dando a Luka um descanso na armação e uma preocupação maior em pontuar.

Apesar do resultado nesses últimos minutos do primeiro tempo de jogo, o que importa é o processo. Esse foi melhor do que nas últimas derrotas, quando o time começou a finalmente descobrir quem são seus melhores jogadores, com quem eles jogam melhor, além de qual o momento certo de cada um na partida, o que acabou trazendo uma consistência na equipe, algo que ainda não tínhamos visto.

Titulares atuando mais tempo

Contra os Raptors, nenhum jogador do banco jogou mais tempo do que Wright e Tim Hardaway Jr, que jogaram por 19 minutos. Já contra o Spurs, Kleber e Wright jogaram 25 minutos vindos do banco, e Hardaway esteve em quadra menos de 20 minutos, Jalen Brunson recebeu chances mais curtas e os titulares foram obrigados a ficar mais tempo em quadra.

Depois de 11 jogos com testes de combinações e aprimoramento da equipe, certamente sabe-se das limitações e quais os pontos precisam melhorar.

Mas isso parece sumir quando jogadores como Curry, Kleber, Wright e Finney-Smith estão aproveitando ao máximo o seu tempo em quadra ao lado da dupla Luka / Porzingis. Esses quatro oferecem ao time a sua melhor combinação de arremesso, jogo e defesa.

Curry deu quatro assistências e Porzingis conseguiu mais arremessos. O jogo de pick and roll de Curry, lento, mas com segurança, apareceu com Porzingis, enquanto Luka pode espaçar a defesa com seus arremessos e passes, o que torna as coisas muito mais fáceis.

Finney-Smith teve uma noite imensa, embora jogos assim dele sejam raros. Todos os cinco titulares do Mavs tiveram um plus minus positivo.

É fundamental que Curry tenha mais tempo com a bola na mão, assim como Kleber e Wright e menos para Hardaway. A equipe não pode jogar um jogo perfeito todas as noites, mas pode ter a chance de ganhar se continuar atuando com os seus melhores jogadores.

Luka Doncic

Luka fez um triplo-duplo de 42 pontos, 11 rebotes e 12 assistências. Ele é imparável até este momento da temporada, sendo paciente e usando sua inteligência para conseguir as chances que deseja.

Existem 14 jogadores da NBA que arremessaram pelo menos 80 vezes por jogo. Apenas dois deles tem porcentagem acima de 50%, Luka e Damian Lillard.

Esse triplo-duplo foi recorde na franquia como o de maior pontuação em um triplo-duplo feito por um Maverick.

Este texto é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial do Bskt Brasil.

Mais Artigos

Publicidade

Destaques da Semana

Publicidade
To Top