fbpx
Connect with us

As 5 maiores secas de playoffs da história da NBA

secas playoffs história NBA

Artigos

As 5 maiores secas de playoffs da história da NBA

Phoenix Suns encerrou a segunda maior seca de playoffs ativos da NBA ao derrotar o LA Clippers por 109 a 101 na quarta-feira. Chris Paul e companhia romperam uma ausência de 10 anos da franquia em playoffs.

Agora que o Suns está de volta, é um bom momento para olharmos para as equipes na história da NBA que tiveram as maiores secas em playoffs.

5 equipes com as maiores secas de playoffs da história da NBA

Hoje em dia, vimos equipes como Chicago Bulls, Detroit Pistons e Charlotte Hornets perderem os playoffs ano após ano. Apesar de sua recente falta de sucesso, essas equipes não estão nem perto dos anos de secas que algumas outras franquias sofreram.

Vamos dar uma olhada nas 5 maiores secas de playoffs da história da NBA:

# 5 Dallas Mavericks – 10 temporadas (1990-91 a 1999-2000)

O Dallas Mavericks foi um das melhores equipes da NBA durante os anos 80 antes de seu núcleo ser desmontado.

No início dos anos 90, Mark Aguirre e Sam Perkins não estavam mais com a equipe. Embora Derek Harper e Rolando Blackman tenham permanecido, Roy Tarpley se lesionou na temporada 1990-91.

Todos os quatro jogadores haviam partido em meados dos anos 90. As coisas mudaram na temporada 1998-99, quando a equipe adquiriu o maior jogador da história da franquia, Dirk Nowitzki, por meio de uma troca com o Milwaukee Bucks.

Quando a temporada 2000-01 chegou, o trio de Nowitzki, Steve Nash e Michael Finley se tornou o novo núcleo de um eterno candidato aos playoffs. Na temporada 2010-11, o Mavericks comemorou seu primeiro campeonato da NBA sob a liderança de Nowitzki.

# 5 Phoenix Suns – 10 temporadas (2010-11 a 2019-20)

Por um período durante os anos 2000, Steve Nash, Amar’e Stoudemire e Shawn Marion dominaram a temporada regular, apenas para ficar aquém nos playoffs da NBA. Pelo menos eles estavam nos playoffs. Na temporada 2010-11, apenas Nash permaneceu desse trio, e o Suns logo se viu fora dos playoffs.

Havia alguma esperança de acabar com a seca de playoffs quando foi selecionado Devin Booker na 13ª escolha geral no Draft 2015 da NBA. Mal sabia ele que se tornaria a base dos esforços de reconstrução do Phoenix Suns. Quando Chris Paul chegou ao início da temporada 2020-21, o Suns estava pronto para lutar, não apenas pelos playoffs, mas possivelmente pelo campeonato também.

# 4 Golden State Warriors – 12 temporadas (1994–95 a 2005–06)

O Golden State Warriors do início dos anos 90 era popular, apresentando o talentoso trio de Tim Hardaway, Mitch Richmond e Chris Mullin. Por melhor que fossem, o resto da equipe era medíocre. O Warriors não conseguia superar o obstáculo nos playoffs da NBA e a equipe foi desfeita.

Em meados dos anos 90, o Golden State Warriors não ia a lugar nenhum. Ano após ano, o Warriors ficou de fora dos playoffs.

Isso foi antes de Baron Davis, Monta Ellis, Jason Richardson, Stephen Jackson e Al Harrington se juntarem e levarem o Warriors de volta aos playoffs da NBA em 2007. A equipe ficou conhecida por derrotar o Dallas Mavericks número 1 do Oeste na primeira rodada dos playoffs.

O Golden State foi a primeira equipe n° 8 a vencer a n° 1 em uma série de playoffs de sete jogos. No entanto, o Denver Nuggets 1993-94 foi a primeira equipe n° 8 na história da NBA a vencer uma equipe n° 1 (Seattle Supersonics), que aconteceu em uma série de cinco jogos.

# 3 Minnesota Timberwolves – 13 temporadas (2004-05 a 2016-17)

Kevin Garnett foi o rosto do Minnesota Timberwolves por muitos anos, mas a falta de talento ao seu redor impediu que a franquia tivesse sucesso nos playoffs. Antes de ser negociado com o Boston Celtics, onde se tornaria um campeão da NBA, Garnett enfrentou muitas temporadas de fracassos.

Na época em que ele foi negociado, na offseason de 2007, o Timberwolves já estava declinando. Mais de uma década se passaria antes que o Wolves voltasse aos playoffs.

Foi só na temporada 2017-18 da NBA que o núcleo formado por Jimmy Butler, Andrew Wiggins e Karl-Anthony Towns, junto com o técnico Tom Thibodeau, se uniram para trazer o Minnesota de volta aos playoffs da NBA.

# 2 Sacramento Kings – 14 temporadas (2006–07 a 2019–20)

O Sacramento Kings possui a mais longa seca de playoffs ativa da NBA. A equipe pode empatar no primeiro lugar se não se classificarem para os playoffs deste ano.

Da última vez que o Kings esteve nos playoffs da NBA, Mike Bibby, Peja Stojakovic, Brad Miller e Shareef Abdur Rahim já estavam longe de ser a equipe que desafiou o Los Angeles Lakers pela supremacia na Conferência Oeste.

Há muitos jovens talentos agora, com nomes como De’Aaron Fox, Buddy Hield e o novato Tyrese Haliburton formando um perigoso trio pelo perímetro. Mas só o tempo dirá quando o Kings será capaz de quebrar sua sequência de playoffs e se esse trio ainda estará na equipe quando isso acontecer.

# 1 LA Clippers – 15 temporadas (1976–77 a 1990–91)

Por muitos anos, de meados dos anos 70 ao início dos anos 90, o Los Angeles Clippers foi sinônimo de mediocridade, azar e má administração.

Não importa quais jogadores o Clippers adquiria no draft da NBA ou por meio de negociações, a equipe simplesmente não conseguia montar um time bom o suficiente para chegar aos playoffs.

Mas durante a temporada de 1990-91, um grupo de jogadores liderado pelo multi-talentoso Danny Manning levou o Clippers aos playoffs da NBA pela primeira vez em 15 anos. Junto com Ron Harper, Ken Norman e Loy Vaught, o LA encerrou uma década e meia de seca. Esse núcleo chegou aos playoffs da NBA por duas temporadas consecutivas antes de cair para o fundo do poço novamente.

A equipe se reergueu com a contratação do técnico Doc Rivers e a chegada de jogadores como Chris Paul e Blake Griffin na década de 2010. Mesmo agora, com todos esses três jogadores em equipes diferentes, o Clippers tem desfrutado de várias temporadas de sucesso, com Kawhi Leonard e Paul George liderando o ataque sob o comando do técnico Tyronn Lue.

+ Veja o calendário de jogos da NBA na TV brasileira.

Imagem: NBA.

Siga as nossas redes sociais: InstagramFacebook e Twitter.

Mais Artigos

To Top